quinta-feira, 19 de março de 2015

Deixado no deserto...



Com o tempo, os velhos padrões de leituras vão sendo esquecidos no remoto deserto da ignorância e novos horizontes vão se abrindo. Neste momento, uma parte de si morre e um novo rosto renovado renasce pronto para presenciar os mais belos amanheceres da sabedoria.
Bem vindo a Nova Era...

Namastê!

Luz verde.

Rafa Self